CONCEBENDO O INCONCEBÍVEL – Lokasaksi Dasa

acintyāḥ khalu ye bhāvā
na tāṁs tarkeṇa yojayet
prakṛtibhyaḥ paraṁ yac ca
tad acintyasya lakṣaṇam

“O que é transcendental à natureza material é chamado de inconcebível [acintya], enquanto que todo os argumentos lógicos [tarka] são mundanos. Visto que estes não podem tratar de temas transcendentais, não devemos tentar compreender tais temas com argumentos lógicos mundanos.” (Mahābhārata, Bhiṣma Parva, 5. 22)

nāyam ātmā pravacanena labhyo
na medhayā na bahunā śrutena
yam evaiva vṛṇute tena labhyas
tasyaiva ātmā vivṛṇute tanūṁ svan

“Esse Si-mesmo (a Superalma – Paramātman) não é alcançado pela eloquência, nem pelo intelecto, ou por muita audição (das Escrituras). Ele só pode ser alcançado por aqueles que ELe mesmo escolheu; para tais pessoas Ele revela sua própria forma.” (Kaṭha Upaniṣad, 1.2.23).

teṣāṁ satata-yuktānāṁ
bhajatāṁ prīti-pūrvakam
dadāmi buddhi-yogaṁ taṁ
yena mām upayānti te

“Àqueles sempre ocupados [em yoga], que Me adoram com amor, Eu dou a compreensão pela qual ele vêm a mim.” (Bhagavad-gītā, 10.10).

premāñjana-cchurita-bhakti-vilocanena
santaḥ sadaiva hṛdayeṣu vilokayanti
yaṁ śyāmasundaraṁ acintya-guṇa-svarūpaṁ
govindam ādi-puruṣaṁ tam ahaṁ bhajāmi

“Os sādhus, com seus olhos untados com o colírio do amor, veem sempre dentro dos seus corações aquele Śyāmasundara [Kṛṣṇa] de qualidades inconcebíveis; este Senhor Primordial, Govinda, eu adoro” (Brahmā-saṁhita 5. 38).

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp